A loja dos livros  ... e elas.



"The Bookstore Project".
Um projeto de Florin Ion Firimiţã (1965).


Transcreve-se o texto publicado no site https://fujilove.com/the-bookstore-project/
Tomou-se a liberdade de editar o texto.
O essencial (acredita-se) está transcrito.
O objetivo é mostrar as origens que levaram.
Florin Ion Firimiţã a criar esta obra fotográfica.
O prazer de vê-las.
Levou a vontade de compartilhar com vocês.
Belas.

(...). Não é só porque, para mim, prestar atenção ao mundo
à minha volta através da fotografia tornou-se um estado
de espírito. Mas porque olho para as minhas câmeras
como as ferramentas ideais para tirar meus sonhos da
realidade e da realidade dos meus sonhos. 
Enquanto eu me torno invisível. (...). ”



                                                    " Este projeto fotográfico começou com uma visita a uma livraria. E um sonho. Um antigo moinho em Massachusetts (EUA) me fascinou há anos.
Uma bagunça estranha e impressionante. Falta a estrutura de uma loja típica onde tudo geralmente é cuidadosamente confinado e catalogado. É como uma catedral abandonada (...). Talvez por causa de sua localização. Ou porque na era do tablete. E dos leitores de livro selfie. Raramente há visitantes na loja. A livraria se sente como uma coleção de silêncios.
Livros ocupam uma sala grande e bem iluminada. Descansam em pisos de madeira velhos, mesas, sofás e mesas. (...). Durante minhas visitas habituais à livraria. Notei um livro de fotografias nuas em preto e branco. Um par de mãos de madeira de santos apoiadas em uma das mesas. Coloquei as mãos no livro aberto.
A justaposição do real e do artificial.
Naquela noite, tive um sonho.
A livraria não tinha telhado e estava imersa em uma luz azul escuro.
Chovia.
Uma mulher nua caminhava pelo labirinto de livros.
Navegando pelos volumes encharcados.

Fazer uma sessão de fotos em seu lugar.
Só levaria algumas horas, lembro-me de ser promissor.
Levou-me três anos e perto de 30.000 fotografias para realizar o meu sonho.

Meu amigo, o poeta Andrei Codrescu, acredita que a série enfatiza o vínculo inegável entre erotismo e literatura. Por outro lado, eu estava mais interessado no poético do que no erótico.
Eu queria estabelecer um senso de mistério, explorar as conexões entre beleza e conhecimento e, finalmente, destacar a vulnerabilidade da Cultura e da Beleza. (...).
Talvez eu, inadvertidamente, transformei-me em um monge tentando ridiculamente salvar a beleza e o conhecimento.
No entanto, ao ler isso, não posso ajudar um sorriso.
Talvez seja muito mais simples do que isso;
Talvez o todo não seja mais do que uma obsessão, e, no final, talvez até uma pequena vitória.
Poucas pessoas poderiam negar que livros e mulheres são um dos poucos lugares sagrados (grifo nosso), onde a beleza continuará a viver apesar das constantes convulsões de nossos problemas século. "
Tenham, também, o prazer de ver. 
As criações de Florin Ion Firimiţã.


















 “ livros e mulheres são um dos poucos lugares sagrados”
                                                             (Florin Ion Firimiţã).


Mais sobre o artista visite: http://www.florinfirimita.com/








Nenhum comentário:

Postar um comentário