A natureza...

("Flora e Fauna Brasileira", 1934. Cândido Portinari)




A natureza não tem preocupações morais. 
A natureza não mata nem odeia. 
Ou melhor:  mata e ama de igual maneira e 
todo movimento é desejo de viver.
 A natureza, ao contrário dos seres humanos, não tem ódio, 
não faz maldade por simples sadismo e satisfação. 
O desejo dela é viver de modo intenso, refazer-se a cada dia, prosperar. 
Mesmo a morte, quando presente na natureza, tem um 
objetivo que não é apenas matar, mas recriar, renascer."


                                (Affonso Romano Sant’Anna)







Nenhum comentário:

Postar um comentário