Antigo. Mas, não velho.


      
       “ A pessoa precisa ter clareza de que a vida é sempre um processo de mudança.
                             Que aquilo que muda substitui aquilo que antes vinha.
Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante.
E tem muita coisa que é velha, ultrapassada.
Uma sociedade que tem uma tecnologia avançada, às vezes,
                                            descuida do antigo e fica só em busca de novidades.
Velho é aquilo que não tem mais lugar.
É necessário saber distinguir, num mundo de mudanças, o que se guarda
 o que se eleva e o que se descarta.
           É importante saber o que se guarda porque é algo antigo,
                     mas não é velho e o que se descarta porque é anacrônico
                            e o que eu elevo a uma qualidade superior.”


                                (Texto criado pelo filósofo, professor e educador brasileiro
                                  Mario Sergio Cortella publicado em http://istoe.com.br/)

Foto: Roberto Pireddu.







Nenhum comentário:

Postar um comentário