A corrupção.






















                                              













                                   
                                                                    “ Em um sentido estrito, a corrupção é um procedimento de algumas pessoas que, tendo em geral o poder político nas mãos, ou alguma outra forma de poder que poderia beneficiar a sociedade, decidem aproveitar-se dele em seu próprio favor. 
O desvio da verba pública para um fim privado seria um exemplo evidente. 
Porém podemos usar o termo corrupção em um sentido expandido, que parece mais atual em nosso caso brasileiro. No Brasil, a corrupção tornou-se praticamente um hábito que funciona tanto na esfera privada quanto na pública. Isso não é de modo algum algo natural. 
Mas é fruto das relações na forma como elas estão estabelecidas. 
Nesse sentido, creio que seja possível dizer que é a negação do outro, seja o outro como indivíduo, seja o outro como sociedade em geral, que funda a corrupção. 
A corrupção é uma prática em sociedades nas quais está em cena o desprezo pela própria ideia de sociedade, pela universalidade implicada em ideias como a de humanidade, 
pelo "geral", e assim pelo político.


(Marcia Tiburi in http://www.mundojovem.com.br/).



(gravura de Gustave Doré. "Gargantua e Pantagreul").













Nenhum comentário:

Postar um comentário