A cor azul ... e os refugiados.


"Eu quero que as pessoas vejam os refugiados
como os demais seres humanos, não como estatísticas
ou como uma ameaça à sua segurança e conforto"
(Omar Victor Diop).


Em Dakar (Senegal) vive o fotógrafo Omar Victor Diop (1980). Criador de uma exposição sobre a história de refugiados africanos. Apoiado pela ‘Agencia da ONU para refugiados’ (ACNUR) passou pelos campos de Camarões. Mas, decidiu mostrar a realidade dos ‘“Mbororo”. Tribo de comerciantes e pastores do gado fugidos da República Centro-Africana. Sabia que sua abordagem neste projeto teria de ser diferente. "Eu não queria começar a partir de uma história que foi escrita no conforto do meu estúdio. Em vez disso, eu queria ser inspirado pelo  que gostaria de ver, ouvir e sentir."
Em contato com a população. Vendo. Ouvindo. Sentindo. Surgiu a ideia de usar a cor como o instrumento de expressar seu sentimento sobre os refugiados. Disse ele que sempre viu "a cor como uma ferramenta poderosa para expressar emoções. Cada um de nós tem diferentes percepções do que cores diferentes evocam".
"Para mim, o azul é a cor da esperança, resiliência, e calma.”



























































































































































► Veja mais sobre o artista em: http://www.omarviktor.com/#!about/ca

► Fonte: Texto editado de Janna Dotschkal (editor associado a National Geographic).











Nenhum comentário:

Postar um comentário