Limites da memória...




Nossa Senhora da Glória... do outeiro.


Te vejo do avião
Te vislumbro do Aterro
Pela janela do táxi
Do morro de Santa Teresa
Do quarto dos fundos do hotel
De uma rua qualquer no Catete
Te rodeio
Fixa na noite
Te revejo no Ermitão da Glória
Nas páginas de Quincas Borba
Irmandade do tempo
Limite da memória
Tuas ladeiras
Teus recados
Teus recessos
Leve, leve, leve,
Me leve de volta
Talismã da história.


                                                      (Augusto Massi).







Nenhum comentário:

Postar um comentário