Leitura em trânsito.




















“Ler é, ao mesmo tempo, uma fuga.
E um encontro consigo mesmo.”





“ (...), ele tenta ler seu livro.
Não sei como consegue se concentrar, mas entendo suas razões.
Parece equilibrar-se na dobra entre duas dimensões.
De um lado, a vida real, cobrando-lhe equilíbrio, em todos os sentidos.
Prefere, é claro, viajar sentado, mas nem sempre é possível
e recusa-se a abrir mão daquele tempo precioso.
Na virada de cada página estão as possibilidades infinitas da palavra escrita,
que o transportam para uma instância dentro de si,
onde mesmo as contradições fazem mais sentido.
Ler é, ao mesmo tempo, uma fuga e um encontro consigo mesmo.
E ele, com os olhos que insistem em não se afastar do texto,
desafia os solavancos no percurso, (...) ”

Paulo Camargo ( Jornalista. Mestre em Teoria e Estética do Audiovisual ).




► Imagem: Bella See (https://bellasee.exposure.co/).








Nenhum comentário:

Postar um comentário