Eu vou...


"... sem lenço, sem documento. Nada no bolso ou nas mãos.
Eu quero seguir vivendo, (...)  por que não... "

                     (Caetano Veloso)






Nenhum comentário:

Postar um comentário