O nu artístico.
Repare no detalhe: as unhas da modelo e a rosa são da mesma cor nesta foto. No mais, um nu muito comportado. Quase nada está à mostra. É uma imagem conceitual, nada explícita e bastante poética.




“ Uma boa fotografia de nu é uma obra de arte.
Nela, o corpo humano, ainda que objeto central,
constitui apenas um dos elementos da imagem.
O que importa é o todo, a beleza da fotografia está no conjunto.
É, inclusive, interessante ressaltar que em muitas das boas fotografias
desse gênero o fato de o modelo estar nu é recebido de maneira bastante natural, 
tamanha a fusão do corpo aos demais elementos, ao contexto.
A riqueza das formas humanas deve ser revelada de maneira sutil, com elegância.
São necessários, para tanto, delicadeza e critério seletivo.
Essa é uma regra que se aplica a todos os tipos de nu artístico,
das fotografias de detalhes àquelas de corpos inteiros,
dos nus acadêmicos às mais ousadas
e contemporâneas formas de representação do nu.
Somente aprendendo a controlar a pose, o ambiente ao redor, a cena e a iluminação,
será possível obter imagens que revelem toda a beleza do corpo humano.
Somente assim se pode atingir o status do belo, da arte. ”


● Imagem: Guilherme Lechat
● Fonte: http://photos.uol.com.br/materias/ver/90409

Nenhum comentário:

Postar um comentário