O Brasil. A Copa.                              
  
                                                                             Sem comentários. O grafite do PAULO ITO (1978), artista paulista que transita entre a arte da rua, ilustração, pintura e a história em quadrinhos fala sobre a triste realidade. Diz muito mais que qualquer discurso contra a fome e a pobreza no país e sua relação com as despesas para realizar uma competição sob a autoridade de uma riquíssima organização internacional  
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário