A Arte fotográfica
           de José Medeiros (1921 - 1990).

Andando ao léu pelas ruas da internet apareceu esta foto.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Marcante. Criou a curiosidade de descobrir seu autor.
Levou tempo. Descobriu-se.
José Araújo de Medeiros.
Fotógrafo brasileiro de Teresina (Piauí) onde ainda cedo começou a fotografar (1937). Parte para o Rio de Janeiro (1939). Funcionário do governo tem tempo disponível para se tornar profissional retratando artista no estúdio montado em sua casa. Torna-se fotografo da revista ‘O Cruzeiro’(1946). Publica (1957) o livro “Candomblé”. Uma história sobre os rituais em terreiros de candomblé em Salvador com imagens de cerimônias secretas. Primeiro registro nacional da religião afro-brasileira. Na época foi motivo de muita polêmica e repercussão entre estudiosos, antropólogos e o mundo do candomblé baiano.






                                                              Torna-se diretor de fotografia de cinema e assina a direção de fotografia de obras clássicas do cinema nacional (‘A Falecida’, ‘Xica da Silva’ e ‘Memórias do Cárcere’). Ao fim da década dos anos oitenta vai para Cuba  ensinar fotografia na ‘Escola Internacional de Cinema de San Antonio de Los Baños’.
Jose Medeiros, com a sua Rolleiflex, é considerado um dos pilares do fotojornalismo brasileiro.
Admirem. Algumas das suas obras. Na arte de fotografar.























  






















































Nenhum comentário:

Postar um comentário