A janela.
              
 
 
.Ganhou saia, a janela,
tão bonita, amarela.
É franzida, é florida,
cobre bem sua canela!
Quando o vento atrevido,
vem, levanta sua saia,
fica rubra a janela,
ao mostrar as pernas dela!
A janela não entende
por que chamam de cortina
sua saia bem talhada,
colorida e assim tão fina!
 
                                          (Maria da Graça Almeida)

 

 


 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário