Desse tempo...
  

 
" Para mim, filosoficamente, o presente não existe.
Só o tempo passado  é que é tempo reconhecível" -
o tempo que "vem", porque "vai", não se detém, não fica presente.
Portanto, para o escritor que eu sou não se trata de "recuperar" o passado,
e muito menos de querer fazer dele lição do presente.
O tempo vivido ( e apenas ele, do ponto de vista humano, é tempo de fato) apresenta-se
 unificado ao nosso entendimento, simultaneamente completo e em crescimento contínuo.
Desse tempo que assim se vai acumulando é que somos o produto infalível,
não de um inapreensível presente. "
             
                                      (José Saramago)

 
Fonte da imagem: http://exame.abril.com.br/







Nenhum comentário:

Postar um comentário