Se fossemos...

 
“Fossemos infinitos
Tudo mudaria
Como somos finitos
Muito permanece.”
                                           (Bertolt Brecht)

 

▪ Imagem: “Tiempo infinito II (díptico)” de Melina Litauer.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário