A nudez da menina.                                                         

 
 
























“Um dia,
Despiu-se do tempo...
E foi.
Pensou que podia,
A ingênua Maria!
Que apenas sonhou...
Ser de novo
Menina.


 
 
 
Mas, tão logo voltou
A pobre Maria!
Então constatou:
Aprendeu que seus dias
Ficaram na trilha,
Que o tempo trilhou.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Vestiu-se de si...
De leve sorriu,
E então desistiu.
Retomou a vida...
E sem mais partida,
Assim assentiu.”
 
 
 
(Mavi).
 
 
 


 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário